Você já deve ter visto esta cena.
É um clássico de todo filme antigo de vilão e mocinha.
Em um dado momento, o vilão sequestra a mocinha e a amarra em uma linha de trem, para ser morta, enquanto o herói tenta desesperadamente chegar a tempo e evitar a tragédia.

did-1

Tecnicamente, esta cena não é um bondage, pelo menos não um típico bondage, já que não se trata de um filme erótico, nem de fetiche. E por causa disso, muitas pessoas acabam tendo uma excitação especial, já que não se tratou de uma mulher que deixou ser amarrada, e sim de um ato violento (claro, pensando apenas como fantasia, já que obviamente a atriz consentiu filmar a cena).
Quando temos uma cena onde a mocinha não consente ser amarrada, e ainda fica em uma situação de perigo, temos uma cena de Damsel in Distress (algo como Donzela em Apuro), popularmente abreviado para DiD.

did-2

Para explicar melhor, o bondage é um fetiche sexual. A mulher (ou homem!) é amarrado com o propósito do sexo, mesmo que não aconteça o ato em si. A pessoa é amarrada apenas pelo prazer de vê-la amarrada, ou de “abusar” de seu corpo. Já no DiD não: a pessoa é amarrada por outro motivo que não o sexo (por exemplo, o vilão que amarra a mocinha na linha do trem para matá-la, ou uma moça sequestrada, amarrada e colocada no porta malas, ou coisas assim). O ato de amarrar a moça não é “sexual”. Aí é que está a “alma” desta fantasia.
Este fetiche não é algo praticado, e sim apenas visto. Ou seja, você nunca vai encontrar um praticante de DiD na vida real, já que se um cara de fato amarrar uma mulher contra a sua vontade ele será um sequestrador!

did-4

Logo, o DiD é um fetiche visual. Quem curte isso gosta de ver vídeos onde supostamente a mocinha é capturada por um vilão contra a sua vontade, e fica em uma situação de perigo. Neste fetiche, ver a cena inteira é importante (no bondage, mesmo quando se trata de uma fantasia de sequestro, a vitima já está amarrada, já no DiD a cena é completa, vemos desde a mocinha ser capturada, levada para um local e amarrada, enquanto tenta se libertar).
São comuns as cenas retiradas de filmes “normais” e de seriados e novelas, mas obviamente também a filmes eróticos com este tema, com a mocinha ficando em apuros nas mãos de um vilão (ou vilã, ou de monstros, etc).

did-3

Por fim, vamos repetir que DiD é um fetiche apenas visual! Jamais amarre uma mulher contra a vontade dela! É crime e dá cadeia!
Aqui no Palácio do Fetiche você encontrará algumas destas cenas. Aproveite!

powered by shantz-wp-prefix-suffix
Category: Artigos